O material retrorrefletor é constituído, em geral, por pequenas esferas de vidro, nele incorporadas. Quando a luz dos faróis de um veículo iluminam uma superfície com estas microesferas, a luz é “devolvida” na mesma direção da fonte que a originou.microesfera-vidro

Exemplo de microesferas de vidro usadas na composição de material retrorrefletor.
Diagrama

Fonte: Wikipédia

Diagrama mostrando que a luz incidente numa superfície com material retrorrefletor é devolvida à fonte que a originou na mesma direção.

A reflexão da luz é um fenómeno ótico que ocorre quando a luz incide sobre uma superfície e é devolvida à sua origem.

A reflexão da luz pode ser classificada em dois tipos:

Reflexão difusa: este tipo de reflexão, também conhecida como difusão da luz, ocorre quando a luz incide sobre uma superfície irregular (rugosa), que a reflete. Os raios de luz refletidos propagam-se em várias direções diferentes.

reflexao-difusa

Reflexão Regular: este tipo de reflexão verifica-se quando a luz incide numa superfície lisa e polida. Na reflexão regular, os raios refletidos ficam paralelos uns aos outros. É este tipo de reflexão que forma a imagem de superfícies altamente polidas, como os espelhos, metais ou a superfície de um lago. A imagem que se forma nesse tipo de superfície é muito nítida.

reflexao-regular

Leis da Reflexão da luz

Considerando um raio de luz incidindo sobre uma superfície, temos as seguintes definições:

î – ângulo de incidência formado pelo raio incidente e a normal;

r – ângulo de reflexão formado pelo raio refletido e a normal;

Com base nestas definições, são definidas as Leis da reflexão, como é exemplificado no diagrama seguinte:

  • O ângulo de incidência é sempre igual ao ângulo de reflexão (î = r);
  • O raio incidente, a normal à superfície e o raio refletido estão todos no mesmo plano.

Observe a figura:

Ângulos de incidência e de reflexão

Podemos encontrar uma grande variedade de aplicações de material retrorrefletor, quando circulamos, à noite, seja dentro de áreas urbanas, seja fora das localidades.

Eis alguns exemplos da utilização deste tipo material no domínio da circulação rodoviária.

  • Sinais verticais e sinais marcados no pavimento (linha longitudinal, guias);

sinais

  • Placas e refletores laterais de veículos longos;

truck-ece104

  • Refletores de velocípedes;

reflective-clothes

  • Equipamento de entidades de fiscalização;

046d410dafb5616648968445a682c835

  • Equipamento de outros trabalhadores;

022009_Reflective

No colete, deve constar uma etiqueta, ostentando as seguintes inscrições:

  • Marcação de Conformidade  CE
  • Nome, marca comercial ou outro meio que permita identificar o fabricante ou o seu representante autorizado;
  • Designação do tipo de produto, do nome comercial ou do código;
  • A designação do tamanho (nos termos da EN 340);
  • Número da norma europeia harmonizada a especifica (EN 471, ou EN 1150);
  • Pictogramas e, se aplicáveis (no caso de se tratar de um colete conforme à norma EN 471), os níveis de desempenho.

Pictograma

X – número que indica a classe da área de material de grande visibilidade

Y – número que indica a classe de material retrorrefletor